capa do post sobre top marcas valiosas de luxo
|

As Top Marcas de Luxo Mais Valiosas!

O mercado de luxo é um dos setores que mais movimenta dinheiro na economia mundial anualmente, sendo este valor na casa dos bilhões. Quando pensamos no nicho de moda, as primeiras marcas que vem na mente de milhares de pessoas são Louis Vuitton, Chanel, Prada, e por ai vai, certo?

Estas grifes possuem uma extensa gama de produto com estilos variados que agradam diferentes gostos e são o sonho de consumo de muita gente, já que possuem um preço elevado e não são acessíveis para muitos. Você sabe quais são as marcas de luxo de moda mais valiosas atualmente?

Confiram abaixo as top marcas de luxo mais valiosas da moda:

Louis Vuitton

A Louis Vuitton foi fundada em 1854 por Louis Vuitton em Paris, França.

Nascido em 4 de Agosto de 1821 em uma pequena aldeia na região de Jura, localizada perto da fronteira da França com a Suiça, o jovem Vuitton veio de uma família humilde de moleiros e carpinteiros. Aos 16 anos, no entanto, decidiu percorrer a pé a distância de 400km até Paris com a intenção de aprender, em apenas dois anos, a trabalhar com madeira.

Após algum tempo depois de chegar à cidade, foi contratado por Monsieur Maréchal (um fabricante de baús de viagem que tinha como clientela a alta sociedade parisiense) como aprendiz. Sempre muito dedicado e trabalhador, Louis tentou ao máximo criar algo que fosse diferente, útil, prático e bonito para se diferenciar dos produtos já oferecidos, algo pioneiro para época.

Bola Louis Vuitton New Wave. Clique na imagem e confira peças similares!
Bola Louis Vuitton New Wave. Clique na imagem e confira peças similares!

Sua vida mudou quando, em 1851, começou ser levado ao Palais des Tuilleries para embalar as bagagens da Imperatiz Eugênia todas as vezes que o Imperador Napoleão III viajava. Três anos mais tarde, abriu sua primeira oficina própria, a Maison Louis Vuitton Malletier, localizada no número 4 da Rue Neuve dês Capucines, perto da icônica Praça Vendôme.

Como tinha o anseio e talento para inovação, não foi surpresa para a sociedade quando Louis Vuitton apresentou materiais e peças inovadoras em sua marca, como, por exemplo, um tecido que fosse altamente resistente e revestido (uma lona encerada impermeável, surgindo assim o conceito de “malas a prova d’água”) para ser o substituto do couro.

O jovem criou um tecido menos restrito do que a pele natural e com cheiro mais agradável. Além da mudança de tecido, o estilista também começou a revestir os cantos dos baús com canteiras de madeira, tornando-os mais resistentes.

Bola Louis Vuitton Neverfull. Clique na imagem e confira peças similares!
Bola Louis Vuitton Neverfull. Clique na imagem e confira peças similares!

Ao passar dos anos, o estilista atendeu, além de sua oficial, pedidos de produtos exclusivos e inovadores para clientes que haviam necessidades diferentes. Também criou o “malles plates”, um novo formato de baú (que possuía agora tampa reta, diferente dos modelos usuais com abaulada) que visava facilitar a acomodação em porões de navios e empilhamentos em trens e acrescentou o detalhe de sua assinatura pintada em cinza em cada exemplar. O seu apuro artesanal chamou a atenção de inúmeros nobres e membros da sociedade, que cada vez mais encomendavam com ele.

A empresa então começou a ter grande crescimento e, com isso, também um aumento do número de encomendas, fazendo então com que Georges, filho de Louis Vuitton, entrasse na empresa em 1870 para auxiliar o pai. Ele mostrou que herdou o talento criativo de Louis, criando diversas peças que até hoje são icônicas, sendo uma delas o característico monograma da marca (usado até hoje), a estampa Damier e inventou um novo sistema de fecho inteligente de malas e baús.

No passar das décadas, a Louis Vuitton não parou de crescer (mesmo tendo passado por um período onde parecia que a maison estaria fadada a ser uma marca que vende artigos de viagem e bolsas clássicas para um público restrito), e, com mentes brilhantes nos bastidores, se reinventou e lançou bolsas e malas que são consideradas icônicas e atemporais, como a Speedy, Neverfull, Alma e Keepall.

Bola Louis Vuitton Speedy. Clique na imagem e confira peças similares!
Bola Louis Vuitton Speedy. Clique na imagem e confira peças similares!

Hermès

A marca Hermès foi fundada por Thierry Hermès em 1837 na França.

Thierry abriu uma pequena oficina em Paris, que primeiramente era chamada Caléche, onde vendia acessórios em couro como baús para carruagens, selas, rédeas, estribos, cintos com porta-moeda, botas e luvas.

Seus produtos fizeram enorme sucesso e eram feitos com tamanho esmero que ganhou o primeiro lugar na Expositions Universelles em Paris nos anos de 1855 e 1867. No ano de 1880, o filho de Thierry, Charles-Émile, assumiu os negócios e introduziu novos produtos à marca, também feitos em couro, como bolsas, pochetes, sacolas e até casacos.

Bolsa Jypsiere Hermès. Clique na imagem e confira peças similares!
Bolsa Jypsiere Hermès. Clique na imagem e confira peças similares!

Sua clientela expandiu-se rapidamente e a Hermès começou a atender às necessidades e desejos da elite global. Em 1892, a empresa lançou o modelo de bolsa grande, com fechamento feito por duas tiras que prendiam a “tampa” superior. Na verdade, essa seria a essência da bolsa que viria a se tornar o símbolo da Hermès. Em 1900, com apoio de seus filhos, Adolphe e Emile-Maurice, Charles-Emile desenhou o modelo “Haut a Courroies”, cuja intenção era permitir que os montadores carregassem suas selas.

Pouco depois, em 1902, os filhos de Charles-Emile trocaram o nome da empresa para Hermès Frères (“Irmãos Hermès” em tradução livre). A partir de 1914, com o advento do automóvel, a marca se reinventou. Isto porque, Adolphe e Émile-Maurice, filhos mais novos do fundador, após uma viagem aos Estados Unidos fizeram uma constatação importante: as pessoas estavam viajando muito mais e com maior facilidade. E foi justamente nisso que os irmãos vislumbraram uma enorme oportunidade para a empresa se desenvolver, oferecendo aos consumidores a linha de malas, com formato e fechamento exclusivos.

Nesse mesmo ano a empresa começou a fornecer selas ao czar da Rússia e até 80 artesãos de selas eram empregados pela oficina. Com isso, a oficina ganhou direitos exclusivos sobre o uso do zíper em artigos de couro e roupas, tornando-se a primeira marca na França a apresentar este dispositivo. A tradicional técnica do pesponto no couro foi adaptada às linhas de bagagens, bolsas e carteiras em 1918.

Braceletes Hermès. Clique na imagem e confira peças similares!
Braceletes Hermès. Clique na imagem e confira peças similares!

Apesar da Hermès ter como principal negócio a produção artesanal de peças de couro, a empresa se tornou amplamente conhecida por conta de dois produtos: a bolsa de couro em forma de trapézio chamada “Kelly” (que tinha seu nome originário de Sac-à-Depêches mas foi re-batizada em 1956 em homenagem à Princesa Grace Kelly, uma grande fã do modelo) e lenços de seda com motivos equestres (que foram introduzidos em 1937). Outros elemento que se tornou um símbolo da maison foram suas caixas laranjas, que começaram a serem usadas durante a Segunda Guerra Mundial pois o estoque de embalagens beges se tornaram escassos.

Porém, a peça que realmente deu o estrelato mundial e o reconhecimento foi a icônica e clássica bolsa Birkin, lançada em 1984 e sendo batizada em homenagem à atriz inglesa Jane Birkin.

Desde 1837, seis gerações de empreendedores e artesãos apaixonados se dedicam a criar objetos da mais alta qualidade e sofisticação. Desde o início, como fabricante de arreios até as ricas e originais coleções hoje elaboradas, seus valores fundamentais se mantêm os mesmos – liberdade de criação, artesanato primoroso, inovação e excelência.

Bolsa Hermès Birkin. Clique na imagem e confira peças similares!
Bolsa Hermès Birkin. Clique na imagem e confira peças similares!

Gucci

A marca Gucci foi fundada pelo italiano Guccio Gucci na cidade de Florença em 1921.

Guccio nasceu no dia 26 de Março de 1881 em Florença, cidade localizada no norte da Itália. Filho de um artesão com origem humilde, adquiriu bom gosto e aprecio para a elegância, além de encantar-se com o luxo das malas com brasões de famílias nobres enquanto trabalhava como ascensorista, maleiro e, posteriormente, maître no renomado Hotel Savoy em Londres, Inglaterra na virada do século 19.

No ano de 1921, resolveu voltar para sua cidade natal e abrir sua primeira loja, utilizando todas as economias que conseguira guardar enquanto trabalhava no hotel londrino. Assim, começou a vender acessórios de viagens (malas e valises de alto padrão), sempre feitos em couro de alta qualidade que vinham da região da Toscana, confeccionados pelos melhores artesãos da cidade. Como o seu sucesso era notório, ele conseguiu dinheiro para abrir atrás de sua loja, sua própria oficina e passou, então, a produzir sua mercadoria no local.

Bolsa Gucci Soho. Clique na imagem e confira peças similares!
Bolsa Gucci Soho. Clique na imagem e confira peças similares!

A década de 30 foi um importante marco para a história da Gucci. Ela passa a ter uma renomada clientela internacional que vinham para buscar alguns produtos específicos, como os já famosos sapatos, luvas, bolsas e cintos. Em poucos anos, o leque de produtos foi expandido, passando a oferecer malas, baús de viagem, cintos, sapatos e luvas, mas com um design inspirado no estilo equestre (com o detalhe de horsebit se tornando sua marca registrada), o que acabou atraindo uma cartela de clientes muito mais refinada.

No ano de 1947, a Gucci lançou um modelo de bolsa que se tornaria o carro chefe e um dos modelos mais icônicos e clássicos da marca: a bolsa Gucci com alça de bambu japonês que, de modo literal, seduziu as mulheres com sua elegância e o seu charme. A novidade foi uma forma encontrada por Guccio para lidar com a escassez de material causada pela Segunda Guerra Mundial.

A marca veio adotar o famoso logo com o duplo G entrelaçado com um deles invertido apenas no final da década, além da clássica assinatura vermelha e verde, que viria a se tornar marca registrada da Gucci. Após décadas de sucesso, mas também de polêmicas e uma ameaça de esquecimento no mercado de luxo, a marca italiana se restabeleceu graças à direção criativa de Tom Ford, que assumiu o cargo de diretor criativo na década de 90 e foi responsável por diversas peças icônicas, como a Horsebit Clutch.

Acessórios Gucci. Clique na imagem e confira peças similares!
Acessórios Gucci. Clique na imagem e confira peças similares!

Desde 2015, no entanto, o cargo foi assumido por Alessandro Michele e a Gucci ganhou um visual mais jovem e suas linhas de roupa ganharam grande destaque com estampas inovadoras que se tornaram características, como a de tigre, a abelha e a icônica frase “Blind for Love” (“Cego por Amor” em tradução livre), além de influências das décadas passadas como estampas geométricas, superfícies metalizadas e cores da estética vintage.

Atualmente, faz grande sucesso entre a geração millennial, fato com que faz com que ocupe o cargo de uma das marcas mais populares do momento

Chanel

Uma das marcas mais conhecidas do mundo, a Chanel foi fundada por Gabrielle Chanel em 1910.

Antes de abrir sua primeira loja, Gabrielle trabalhou como balconista em uma loja de tecidos (onde aprendeu a profissão de costureira e manejar a agulha com perfeição) e no Café Beuglant de la Rotonde.

Com grande ambição de crescer na vida, Chanel começou a se envolver com homens ricos que podiam lhe ajudar. Seu envolvimento com o oficial da cavalaria Etienne Balsan a levou à Paris e a inseriu na alta sociedade da capital francesa. Com a ajuda do cobiçado playboy inglês Arthur Capel, conseguiu abrir sua primeira loja em 1910.

Sapato Chanel. Clique na imagem e confira peças similares!
Sapato Chanel. Clique na imagem e confira peças similares!

O caminho para o sucesso não foi fácil. Chanel teve de enfrentar a sociedade machista do século XX, e uma mentalidade onde as mulheres não tinham muito espaço na sociedade. No começo de sua carreira na moda, vendia elegantes chapéus femininos e acessórios. A loja era localizada na região da Balsan, ponto de encontro de burgueses e políticos franceses, o que deu grande vantagem e oportunidade para Gabrielle vender seus sofisticados chapéus.

Com um estilo simples, sem adorno e flores, seus chapéus conquistaram as damas parisienses que frequentavam o jóquei clube da cidade. Chanel gostava de ousar em seus trajes, misturando peças femininas e masculinas, o que incomodava os homens da sociedade (e fato que a incentivou a se dedicar à costura). Arthur viu em Coco uma futura mulher de negócios, e a ajudou a comprar um imóvel no prestigiado endereço 21 Rue Cambon.

Suas peças com corte simples encantaram as mulheres, e, em 1913 (antes da Primeira Guerra Mundial) inaugurou duas boutiques simultaneamente em Deauville e em Paris. Nesta época, a estilista começou a confeccionar roupas esportivas femininas como, por exemplo, blusas com golas rolês, que tinham inspiração nos marinheiros e eram feitas de malha e tricô.

Bolsa Chanel. Clique na imagem e confira peças similares!
Bolsa Chanel. Clique na imagem e confira peças similares!

Dois anos mais tarde, em 1915, abriu seu primeiro ateliê de Alta Costura, e, em 1918, se fixou definitivamente no número 31 da Rue Cambon, onde a loja está até hoje. Coco revolucionou o mundo da moda do Século XX ao libertar as mulheres de faixas e corpetes apertados em saias de babados, fazendo com que elas se sentissem poderosas e livres usando roupas mais simples e práticas.

Chanel também fez história no mundo da moda ao introduzir um modelo de bolsa com alças de correntes douradas que deixava os braços das mulheres livres, algo que não existia na época. Ao longo das décadas, a marca francesa criou inúmeros modelos de bolsas que se tornaram verdadeiros ícones mundiais e que são reconhecidas por milhares de pessoas, com grande destaque para a Classic Flap que se tornou o símbolo da maison.

Bolsa Flap Chanel. Clique na imagem e confira peças similares!
Bolsa Flap Chanel. Clique na imagem e confira peças similares!

Burberry

A Burberry foi fundada em 1856 por Thomas Burberry em Basingstoke, Inglaterra.

Thomas abriu uma pequena loja especializada em roupas para atividades esportivas quando tinha apenas 21 anos de idade. Aprendiz de tecelão, preocupava-se muito com a qualidade de seus produtos e, com menos de 20 anos de história, se tornou muito popular entre os ingleses. Sua loja se tornou um grande empório, onde tinha uma clientela sofisticada e rica.

Sua grande inovação se deu na criação do gabardine, tecido impermeável, respirável e extremamente resistente para dias chuvosos. O tecido virou matéria-prima de guarda-chuvas e indumentária para facilitar a vida de exploradores e esportistas, mas logo caiu no gosto de todos os clientes da Burberry.

Bolsa Burberry. Clique na imagem e confira peças similares!
Bolsa Burberry. Clique na imagem e confira peças similares!

Em 1891, sob o nome de Thomas Burberry & Sons, a marca abriu sua nova loja na região de West End, em Londres. No ano de 1895, Thomas foi “convocado” pelo exército britânico para desenvolver um casaco para os oficiais, peça que seria antecessora ao Trench Coat. Era o surgimento da famosa capa de chuva, adaptada ao estilo militar.

Em 1914, a empresa foi comissionada pelo escritório de guerra para adaptar o antigo casaco dos oficiais para combate. Sendo assim, adicionaram dragonas para exibir as patentes dos oficiais, a aba sobreposta no peito oferecia maior segurança, enquanto o protetor contra chuva na parte superior das costas garantia que a água não entrasse em contato com o corpo, e ali nascia a versão trench coat que conhecemos hoje, um casaco extremamente quente e resistente, que durante a Primeira Guerra Mundial foi vestido por meio milhão de soldados britânicos, fato que ajudou a aumentar sua popularidade.

Outro fator que fez com que a Burberry ganhasse mais notoriedade foi o fato de que o Rei George V se tornou grande fã da marca, e era visto usando casacos em diferentes ocasiões. Atualmente a marca se configura como uma das mais tradicionais e conhecidas do Reino Unido destaque com suas peças facilmente reconhecidas pelo mundo inteiro.

Acessórios Burberry. Clique na imagem e confira peças similares!
Acessórios Burberry. Clique na imagem e confira peças similares!

O icônico tecido xadrez (nas cores bege, preto, vermelho e branco) foi introduzido no ano de 1924 e logo foi patenteado, se tornando assim a marca registrada Burberry e passou a ser utilizado em um primeiro momento nos forros dos casacos da marca e, posteriormente, em diversos produtos, desde peças de roupas, à bolsas e acessórios.

Após alguns anos em estagnação (mas ainda de muita tradição e sucesso), Roberto Menichetti (o então diretor criativo da marca britânica) desenvolveu a linha de roupas Burberry Prorsum em 1998, onde criou peças com um preço mais elevado, onde misturou estampas e cores, sobrepôs peças e criou um mix entre o clássico e o novo.

Atualmente sob a direção criativa de Riccardo Tisci, a icônica marca inglesa busca uma aproximação mais moderna e descolada, com peças de roupas que combinem a moda de rua com a sofisticação, elegância e tradição da Burberry.

Casaco Burberry. Clique na imagem e confira peças similares!
Casaco Burberry. Clique na imagem e confira peças similares!

Saint Laurent

A Yves Saint Laurent  foi fundada por Yves Saint Laurent e Pierre Bergé em 1961. Após deixar seu posto à frente da Christian Dior, Yves Saint Laurent se uniu com o seu parceiro e investidor, Pierre Bergé, abriram sua primeira maison em Paris.

O lançamento da sua primeira coleção, em 1962 foi um sucesso: batas de jérsei e japona (tipo de casaco) de lã azul marino com botões dourados foram as primeiras tendências que seguiram em alta. No ano seguinte lançou as botas até as coxas e em 1965, uniu a arte e a moda com os vestidos jérsei Mondrian com silhuetas retas, cores primarias, linhas geométricas em homenagem ao pintor modernista, Piet Mondrian. Um dos fundamentos do estilista, desde o começo foi unir a sofisticação e o conforto. Roupas práticas mas sem perder a qualidade e o caráter.

Em 1966, o smoking feminino foi introduzido no mundo da moda. Composto por calça masculina e camisa branca levemente transparente, o look causou furor entre a população recatada da época. Suas adaptações de smoking ou ternos como o sheer blouse, reefer jacket e jumpsuit foram criados com o decorrer do tempo.

Bolsa Saint Laurent. Clique na imagem e confira peças similares!
Bolsa Saint Laurent. Clique na imagem e confira peças similares!

A partir do ano seguinte, peças tendências foram nascendo, como os knickers de veludo (conjunto de lingerie de hotpants e sutiã), blusas transparentes, a clássica jaqueta Saharienne, o terninho e por fim o blazer.  Durante a década de 70, o Yves continuou a reinar em Paris. Afinal, ele possuía uma personalidade provocativa e usava o seu talento a favor da emancipação feminina através de suas roupas. Fato que causava polêmica entre o público conservador da época, mas era de grande deleite para o mundo da moda e para as mulheres modernas.

No ano de 1976, Saint Laurent apresentou uma de suas coleções mais icônicas e memoráveis que foi apelidada de Russa ou Cossaca. Nela, ele apresentou roupas camponesas exóticas, como saias compridas e rodadas, corpetes, botas e a transformação de lenços e xales em peças de modas permanentes. Na década de 80, homenageou em suas coleções, dentre outros, Marcel Proust e Catherine Deneuve (sua amiga, cliente e espécie de embaixatriz da Maison YSL). A sigla foi rapidamente compreendida como sinônimo de elegância e passou a aparecer nas etiquetas de inúmeros produtos licenciados como perfumes, bolsas e chapéus e óculos.

Em 1999, vendeu sua grife para o PPR Group (Pinault-Printemps-Redoute), o terceiro maior conglomerado de marcas de luxo do mundo, que também detém grifes celebradas de moda e acessórios, como Gucci, Bottega Veneta e Balenciaga, além da alemã Puma, e continuou a frente da YSL. Com a demissão de Alber Elbaz (que assinava a linha prêt-à-porter) em outubro de 2000, a coleção Rive Gauche passou a ser criada pelo estilista Tom Ford, também designer da Gucci na época.

Clutch Saint Laurent. Clique na imagem e confira peças similares!
Clutch Saint Laurent. Clique na imagem e confira peças similares!

Saint Laurent se aposentou no ano de 2002 após 70 coleções de alta costura e 200 desfiles no currículo, e encerrou a carreia em uma apresentação no Centro Georges Pompidou em forma de retrospectiva de seus 40 anos de criação. A marca então ficou nas mãos do estilista italiano Stefano Pilati.

O ano de 2012 foi um período de mudanças profundas para a marca YVES SAINT-LAURENT. Depois de ter empossado Heidi Slimane (ex-estilista da linha masculina da Dior) como novo diretor artístico, a marca anunciou sua mudança de nome. Perdeu o “Yves”, que evoca mais diretamente o criador homônimo da grife, e passou a adotar simplesmente o nome SAINT LAURENT PARIS.

Atualmente a Saint Laurent é uma das marcas mais descoladas do mercado com seu estilo descolado e sofisticado e campanhas que, muitas vezes, são consideradas polêmicas. A maison conta com peças mais modernas e atuais que possuem fãs fiéis ao redor do planeta.

Sapato Saint Laurent. Clique na imagem e confira peças similares!
Sapato Saint Laurent. Clique na imagem e confira peças similares!

Christian Dior

A Christian Dior foi fundada no ano de 1946 pelo estilista de mesmo nome, que fundo a marca quando tinha 41 anos de idade.

Um ano após a criação de sua maison, Dior fez o debut  de sua primeira coleção feminina, batizada de “Carolle”. Nela, ele apresentou uma revolucionária saia na altura do tornozelo e o tailleur Bar, um casaco de seda bege acinturado. O impacto foi tanto, que Carmel Snow, na época redatora da revista americana Harper’s Bazaar, apelidou o conceito de “NEW LOOK”.

Sua primeira coleção trouxe inovação, criatividade e ousadia para a moda dos anos 40 e, com isso, ela se tornou um sucesso imediato e que foi seguido fielmente a partir da próxima década. Em um ano, sua coleção de estréia teve mais de dez mil encomendas. A volta da beleza feminina chamou a atenção de mulheres célebres como Grace Kelly e Marlene Dietrich, para quem ele criou todo o guarda-roupa do filme “Stage Fright”, de Alfred Hitchcock.

Bolsa Lady Dior. Clique na imagem e confira peças similares!
Bolsa Lady Dior. Clique na imagem e confira peças similares!
Um dos grandes presentes de Christian Dior foi a volta da feminilidade. O estilista criou modelos extremamente delicados, luxuosos e sofisticados, inspirados na moda da segunda metade do século 19. Os vestidos eram mais longos, a cintura bem marcada com saias amplas e o busto acentuado. Após anos de reclusão em conclusão à guerra, as mulheres conseguiram recuperar a elegância e o luxo, vestido Dior em bailes e jantares da época.
A marca de Christian Dior não se consolidou apenas como um império da moda. O estilista investiu também na divisão de beleza, com o desenvolvimento de perfumes que lideram a atuação no mercado até os dias atuais. Em 1947 foi criada a Parfums Christian Dior, e a primeira fragrância lançada pela marca foi a Miss Dior, um sucesso, tanto em seu lançamento quanto hoje.

Inquieto, em 1954 o estilista mudou tudo (mais uma vez) com a apresentação da famosa linha H. Nela não havia nada de busto nem cintura apertada. Dior inovou ao transformar estilo com vestidos tubulares que escondiam as formas. Mas, mesmo com essa mudança, manteve suas antigas diretrizes trazendo modelos luxuosos, com muita seda, tule bordado, tecidos transparentes e saias sobrepostas.

Pulseiras Christian Dior. Clique na imagem e confira peças similares!
Pulseiras Christian Dior. Clique na imagem e confira peças similares!
Quando faleceu, em 1957, o estilista deixou um legado de 22 coleções, 28 ateliês e 1.200 empregados. A maison de Christian conseguiu, em 10 anos – além de criar um legado para a história da moda, vender mais de 100 mil vestidos para mulheres ao redor do mundo.
Com o passar dos anos, a marca transcendeu a fronteira da moda feminina e se consolidou em mercados diferentes com muito sucesso, transformando-se em um império. Foram criadas coleções masculinas, óculos, acessórios, sapatos e bolsas, que hoje somam grande parte nas vendas da marca.

Prada

A marca Prada foi fundada por Mario e Martino Prada em 1913 em Milão, com o nome de Fratelli Prada (Irmãos Prada em tradução livre).

Os irmãos abriram sua primeira loja na prestigiada Galleria Vittorio Emanuele II em 1913, onde vendiam e produziam exclusivos acessórios de luxo, como malas de viagem, bolsas e acessórios em couros especiais e diferenciados, como couro de leão marinho, que era importado da Inglaterra.

A marca ganhou grande notoriedade por seus artigos de alta qualidade e luxo e já em 1919, a loja em Milão virou a favorita da realeza e aristocracia italiana. Além de ser apontada como fornecedora oficial da Família Real Italiana.

Bolsa Prada. Clique na imagem e confira peças similares!
Bolsa Prada. Clique na imagem e confira peças similares!

Em 1978, Miuccia Prada, neta de um dos fundadores, assumiu o comando da empresa junto com seu futuro marido, Patrizio Bertelli, em um momento em que o status da mesma já não era o mesmo e então a dupla passou a criar produtos mais inovadores e contemporâneos.

A ascensão da Prada mais uma vez como uma marca de luxo se deu apenas em 1980, com o lançamento de uma bolsa preta de linhas básicas. O acessório tornou-se febre entre atrizes e celebridades, levando o nome da marca a um público maior e cheio de glamour. Alguns anos depois, em 1983, a maison italiana inaugurou sua segunda loja em Milão na Via Della Spiga, um dos points europeus para artigos de luxo. Essa nova loja representava também uma nova imagem da marca, combinando elementos tradicionais com uma arquitetura moderna, além de introduzir em sua decoração a cor verde-palha, que se tornaria, nos anos seguintes, um símbolo padrão de suas lojas.

A criação das bolsas de nylon, dois anos depois, foi outro fator que contribuiu para a reconstrução da casa. A ideia de bolsas práticas e modernas era necessária para as mulheres que não só pediam beleza mas também praticidade. O diferencial dessas peças é o design do logo: nome da marca estampado em uma placa de formato triangular invertido.

Mochila Prada. Clique na imagem e confira peças similares!
Mochila Prada. Clique na imagem e confira peças similares!

O processo de internacionalização da marca italiana foi acelerado com a inauguração em 1986 das primeiras lojas em Nova York e Madri, seguidas por unidades em Londres, Paris e Tóquio. No final desta década a PRADA ingressou definitivamente no universo do mundo fashion ao apresentar, em 1988, sua primeira coleção de roupas femininas, aclamada pelas inovadoras linhas puristas e austeras, causando impacto e chamando a atenção do mundo da moda para a marca, além de apresentar muitas novidades, novos tecidos e tecnologias.

Atualmente, a Prada é uma marca conhecida por suas peças chiques, luxuosas e muito sofisticadas e elegantes. Além disso, é extremamente cobiçada por centenas de mulheres ao redor do planeta e a queridinha dos principais fashionistas que estão constantemente postando fotos com seus modelos da maison italiana nas redes sociais.

Cartier

A Cartier é uma marca francesa fundada por Louis-François Cartier em 1847.

Louis-François assumiu o controle a pequena oficina de seu mestre, Adolphe Picard, em 1847 que era localizada na Rue Montorgueil, a mais chique e cara da época e resolveu patentear sua própria marca representada pelo famoso coração entre as iniciais L e C em um losango.

Apenas quatro anos depois de sua fundação, graças a Condessa Nieuwerkerke, a Cartier se tornou fornecedora da Corte Real de Napoleão III. Além disso, em 1853 implantou o atendimento personalizado e elitizado, o que trouxe uma clientela exclusiva e privada para a maison.

Anel Cartier. Clique na imagem e confira peças similares!
Anel Cartier. Clique na imagem e confira peças similares!

Em 1859, alugou um imóvel no Boulevard des Italiens, imóvel onde ficaria por 40 anos, e sua localização avantajada perto dos Jardins des Tuileries e suas jóias que possuíam toque leve, arejado, em contraste com os ornamentos formais e pesados da época atraíram uma ampla clientela, como as damas da alta sociedade que passavam por ali.

Além das damas francesas, a Imperatriz Eugénie da França se encantou com a Cartier e encomendou um conjunto de chá em prata e se tornou uma cliente fiel da maison.

Em 1873, o filho de Louis-François, Albert, entrou como sócio na maison e expandiu os produtos da marca, incluíndo relógios. Em 1898, seu filho, Louis, também começou a trabalhar na marca e a loja passou a se chamar Alfred Cartier & Fils.

Anel Cartier. Clique na imagem e confira peças similares!
Anel Cartier. Clique na imagem e confira peças similares!

A Cartier abriu sua primeira loja em Londres em 1902, que era comandada por Pierre Cartier. Pouco tempo depois, a maison recebeu uma encomenda de 27 tiaras para a cerimônia de coroação do Rei Eduardo VII da Inglaterra. O rei declarou que Cartier era “o joalheiro dos reis, rei dos joalheiros” e, dois anos mais tarde, honrou Cartier com o selo de Royal Warrant (que significa ‘garantia real’).

Louis Cartier, sempre inovador, criou o primeiro relógio de pulso com pulseira de couro do mundo, a pedido de seu amigo, o aviador brasileiro Alberto Santos Dumont.

Ao longo das décadas, a Cartier continuou a ser uma das melhores e mais tradicionais joalherias do mundo. Com suas peças com design impecáveis e da mais alta qualidade, segue ainda sua filosofia de “Inovar sem perder a classe, transformar com bom gosto e ser a vanguarda da criação com a audácia da excelência.”

Estas são algumas das top marcas mais valiosas de luxo do mundo da moda! Qual a sua favorita? Nos conte nos comentários!

Similar Posts

Inscreva-se em nossa Newsletter e Ganhe até 15% off em sua próxima compra no Etiqueta Única

Cadastre-se em nossa newsletter e receba dicas, novidade e promoções em primeira mão do Etiqueta Única, além de um Cupom e desconto de até 15% para suas próximas compras!



Stories

Novidades

capa do post de bolsas estariam ultrapassando os sneakers?

Estariam as bolsas masculinas ultrapassando os tênis no mercado de resale?

Foi-se o tempo em que certos modelos de bolsas fossem exclusivamente femininos. Nos últimos anos modelos masculinos de bolsas de mão e tiracolo estão dominando as principais passarelas, lojas de grandes marcas de luxo, looks street style e as redes sociais. E agora, elas estão dominando o mercado de luxo de resale, que cresce mais…
Foto 1: Reprodução/Instagram @amyastridd; Foto 2: Reprodução/Instagram @chiaraferragni. Clique na imagem e confira peças similares!

5 Peças atemporais para usar o ano todo!

A cada temporada e estação nosso guarda-roupa sofre mudanças, podendo ser drásticas ou não, para se adequar as temperaturas que irão começas a se tornara muito frequentes. Na primavera/verão, ele consiste de peças mais leves e fresquinhas e já no inverno roupas mais pesadas e quentinhas são as mais queridas e frequentes. Porém, existem algumas…
capa do post sobre ideias de presente para pais executivos

4 Ideias de presente para Pais executivos!

O dia dos pais está se aproximando rapidamente (dia 14 de Agosto, não se esqueça!) e na semana que antecede esta data vem a grande dúvida como presentear essa figura tão especial na sua vida? Todo pai tem seu estilo e gosto que podem variar do clássico à moderno, casual, despojado e por aí vai. As…
Foto: Reprodução/Instagram @gucci

Conheça a Gucci Blondie, a nova sensação da Gucci!

A Gucci é uma das marcas mais conhecidas e famosas no mundo da moda. Ela se tornou referência no ramo por suas peças, principalmente suas bolsas, que possuem modelos inovadores, divertidos e qualidade excepcional. Com modelos que são sofisticados, elegantes e atemporais, mas ainda sim descolados e estilosos, a grife italiana se consolidou como uma…
capa do post sobre sapatos queridinhos das fashionistas

6 sapatos queridinhos das fashionistas!

O mundo da moda é um eterno “vai e vem” de tendências, diversas peças que estão em alta agora são rapidamente esquecidas na temporada seguinte, às vezes retornando à moda após vários anos. Isso vale para roupas, acessórios e até mesmo sapatos! Por mais que existam modelos que são clássicos e icônicos que nunca saem…
capa do post sobre como desapegar no app do eú

Saiba como desapegar pelo aplicativo do EÚ!

O mercado de luxo é um dos nichos que mais movimenta dinheiro na indústria da moda. Existindo há séculos, produtos de grandes marcas como Chanel, Louis Vuitton e Christian Dior que são o sonho de consumo de milhares de pessoas, além de serem consideradas investimentos, já que possuem um alto valor. Com o consumo consciente…
capa do post sobre credit month

Saiba tudo sobre o Credit Month!

O mercado de luxo é um dos nichos que mais movimenta dinheiro na indústria da moda. Existindo há séculos, produtos de grandes marcas de luxo como Chanel, Louis Vuitton e Christian Dior são o sonho de consumo de milhares de pessoas, além de serem consideradas um investimento, já que possuem um alto valor. O Etiqueta…
Foto: Reprodução/Twitter @versace

Versace lança coleção Upcycle Kids!

A sustentabilidade é um assunto muito importante atualmente, e não se trata apenas de cuidar do meio ambiente, mas também de estarmos mais conscientes do que e de quem consumimos. Empresas de moda têm tido a preocupação de tomar medidas se tornem mais sustentáveis, seja adotando novas matérias primas ou ações que assegurem que suas…
capa do post sobre frases feed de instagram férias

30  Frases para feed no instagram de ferias

As redes sociais são uma parte do cotidiano de milhares de pessoas ao redor do mundo. Seja para postar fotos próprias, de momentos especiais, ou até mesmo para manter contato atualmente com amigos e familiares que moram em outras cidades ou estados. Outro motivo em que as redes sociais, principalmente o instagram atualmente, são usadas…
capa do post sobre presentes para cada tipo de pai

Ideias de Presente para todo tipo de pai!

O dia dos pais está chegando rapidamente (no dia 14 de Agosto, não se esqueça!) e nas semanas que antecedem esta data, vem a grande dúvida de como presentear essa figura tão especial na sua vida, não é mesmo? Todo pai tem seu estilo e gosto que podem variar do clássico à moderno, casual, despojado…
capa do post sobre looks coringas para o inverno

5 Looks Coringas para usar no inverno!

O inverno está se encaminhando para seu ápice e os dias de friozinho e temperaturas mais amenas se tornou realidade em diversas cidades brasileiras, fazendo com que nosso guarda-roupa sofra uma mudança drástica rapidamente. Peças fresquinhas e mais leves dão lugar aquelas mais pesadas e confeccionadas em materiais mais quentinhos como a lã, couro e…
capa do post sobre o porque é o melhor momento para vender bolsas de luxo

Por que agora é a melhor hora para desapegar de bolsas de luxo?

O mundo da moda passou a ter inúmeras preocupações além de tendências: a sustentabilidade, o consumo consciente e como seus produtos estão impactando o mundo. Uma ótima forma de praticá-lo é desapegando de suas peças, principalmente suas bolsas de grifes de luxo. Você não apenas ajuda o meio ambiente, mas também faz com as peças…