capa do post sobre desfiles que se destacaram na pfw
|

4 Desfiles que se destacaram nos primeiros dias de PFW!

A Semana de Moda de Paris é considerada a mais importante no calendário de desfiles da indústria da moda e é palco das apresentações de algumas das marcas mais importantes e celebradas do ramo. Depois de Nova Iorque, Londres e Milão, foi a vez da capital da moda finalizar os desfiles para a próxima temporada.

De 26 de Fevereiro a 05 de Março, marcas como Chanel, Louis Vuitton, Christian Dior e Schiaparelli irão apresentar suas criações e principais apostas para o Outono/Inverno 2024-25.

Confira abaixo os quatro desfiles que se destacaram nos primeiros dias de PFW:

Sabia que no Etiqueta Única você pode vender sua bolsa de luxo com discrição e rapidez no maior brechó de luxo online do Brasil? Descubra como vender suas bolsas de luxo agora!

04. Christian Dior

Dior voltou à década de 60 e a era Marc Bohan com sua nova coleção, que foi baseada em 1967, o ano que marcou o nascimento da primeira coleção de prêt-à-porter da maison, batizada de Miss Dior.

Esta é uma coleção cheia de juventude e energia, que celebra a revolução dos anos 60 e o seu impacto nas mulheres e na cultura em sentido lato. É uma época em que a moda virou as costas à alta-costura, preferindo recorrer à rua para obter um léxico adaptado à época.

O resultado: roupas para a temporada de Outono/Inverno 2024-25 concebidas para mulheres de ação e usadas por modelos que desfilaram num espaço engenhosamente concebido para a ocasião, por cima da bacia octogonal, a principal fonte de água do Jardin des Tuileries.

Fotos: Reprodução/Vogue Runaway.
Fotos: Reprodução/Vogue Runaway.

À primeira vista, a moda da diretora criativa Maria Grazia Chiuri não era vistosa, com casacos de caxemira dupla face, vestidos trapézio ajustados, saias pelo joelho e trench coats clássicos. A maioria, no entanto, ostentava versões grafitadas da frase Miss Dior, em letras com cerca de cinco centímetros de altura repetidas em dezenas de looks.

Esta coleção para mulheres de negócios ocupadas é combinada com fantásticos novas botas planas em pele envernizada, cortadas no calcanhar e equipadas com tiras e fivelas douradas, com mini saltos no mesmo tom. Há também botas largas de couro envernizado até à coxa com detalhe de correntes de contas no tornozelo.

“Penso que a influência e o talento de Marc Bohan foram muitas vezes subestimados. Talvez porque veio depois de Yves Saint-Laurent e Monsieur Dior?! No entanto, teve um impacto profundo na moda, e também na maison Dior, onde criou a primeira coleção de prêt-à-porter. Foi revolucionário para uma marca que já estava se concentrando na alta-costura há 20 anos. Ah! De certa forma, era bastante feminista, muito antes de as mulheres começarem a queimar os sutiãs”, disse Maria Grazia em uma apresentação prévia ao desfile.

Fotos: Reprodução/Vogue Runaway.
Fotos: Reprodução/Vogue Runaway.

A coleção lembra também a estratégia inovadora adotada por Marc Bohan, que gostava de trabalhar com artistas contemporâneos excelentes e originais, cujas ideias incorporava nas suas coleções. Maria Grazia Chiuri também se inspirou em Gabriella Crespi, outra italiana de talento único que trabalhou com Marc Bohan, que a contratou para criar mesas e candeeiros curvilíneos para as suas lojas francesas. Algumas delas estão preservadas nos famosos arquivos da Dior, embora as obras de Crespi, que trabalhava frequentemente em bambu (um material frágil por definição), sejam muitas vezes difíceis de localizar.

A paleta de cores da estilista reflete as suas ideias: nunca se viu tanto bege, areia e bambu num desfile da Dior, embora equilibre tudo com tartans vermelho, cinzas e um toque de bambu. Outro elemento central foi o lenço, um elemento essencial do guarda-roupa pessoal de Maria Grazia, bem como das coleções Dior. A estilista descobriu uma série deles nos arquivos e acabou por encomendar um livro inteiro dedicado a este acessório. O Dior Scarves será publicado na primavera.

03. Balmain

Uma escapadela no coração da natureza. A Balmain revelou sua coleção prêt-à-porter Outono/Inverno 2024-25 no Pavillon Cambon, no 1º arrondissement de Paris, na última quarta feira, 28 de fevereiro. O desfile foi deliciosamente bucólico, como um convite para recarregar energias no campo.

Mais uma vez, o designer Olivier Rousteing – um virtuoso do cenário da moda francesa que está à frente da marca desde 2009 – regressou às silhuetas desenhadas pelo grande costureiro do pós-guerra, Pierre Balmain. No outono passado, apesar do roubo de cerca de cinquenta looks poucos dias antes do desfile, a casa revelou uma colecção floral com um toque decididamente retro, com lindos tons de vermelhos e rosas creme.

No mesmo espírito, para a temporada outono-inverno 2024, o designer francês continuou a explorar os looks emblemáticos da casa da década de 1950 e a paixão de Monsieur Balmain por jardins e paisagens verdejantes.

Fotos: Reprodução/Vogue Runaway.
Fotos: Reprodução/Vogue Runaway.

Em homenagem à sua terra natal, Bordeaux, Olivier Rousteing cultivou seu polegar verde com uma coleção pontuada por generosos cachos de uvas. Essa fruta querida e essencial da região vinícola francesa apareceu em estampas completas cobrindo macacões e vestidos justos, em bordados cintilantes e até em 3D com clutch dourada e brincos de parme.

As silhuetas, que incorporam os elementos característicos do ‘New French Style’ de Pierre Balmain (como a ousada interação de volumes entre uma cintura muito marcada, ombros XXL e sutiãs pontiagudos cônicos estilo anos 50) são inspiradas na arquitetura e no “clássico”. ainda charme “elegante” desta metrópole costeira, nas palavras do designer.

O sobretudo foi a peça de assinatura do guarda-roupa bordeaux do estilista de 39 anos, graças ao clima um tanto caprichoso. Esta peça de origem militar recebeu detalhes plissados e se metamorfoseou em um vestido tipo quimono com dragonas e jaquetas curtas com capuz em uma paleta de tons terrosos. Misturando-se literalmente com o prado verde: um casaco enorme em pele sintética cor de musgo.

Fotos: Reprodução/Vogue Runaway.
Fotos: Reprodução/Vogue Runaway.

Outro símbolo da cidade da Gironda: os caracóis. Clássico da gastronomia da região, estes pequenos gastrópodes terrestres apareceram – como que depois da chuva – em muitos dos designs da coleção: a sua concha hipnótica, em espiral e de corda automática, estampada em um sumptuoso peitoral de metal dourado, bem como em botões , joias e cintos maxi.

A toalha de mesa com padrão Vichy, elemento essencial de um piquenique na grama, foi oferecida em versão contemporânea com vestido tutti frutti – muito gourmet – recortado em tecido jacquard de lantejoulas preto e branco. A maioria das roupas foi complementada com a mais recente criação de artigos de couro da casa, a bolsa Jolie Madame, um acessório de couro altamente escultural com design de triângulo isósceles – mais uma homenagem à herança estilística do fundador.

Bolsas imitando cestos de vime tradicionais e redes de compras cor de papoula também foram usadas como tote bags.

“Depois de várias coleções inspiradas na beleza da minha atual residência, Paris, e de uma série de apresentações canalizando o espírito, o artesanato e os motivos extraordinários da África dos meus pais biológicos, regresso agora a Bordeaux, a cidade que me fez ”, destaca o designer Olivier Rousteing em um comunicado à imprensa.

02. Saint Laurent

A coleção de Outono/Inverno 2024-25 da Saint Laurent, criada pelo estilista belga Anthony Vaccarello,  levou ao extremo a palavra sensualidade.

Mergulhando na própria história de Yves Saint Laurent, que virou porta-voz no quesito fashionista de mulheres que buscavam independência nos anos 1960, ao desenhar uma coleção em que os seios femininos estão em evidência. Em 1966, YSL colocou na passarela a primeira blusa de chiffon transparente. Não satisfeito em empoderar apenas o dorso da mulher, dois anos depois desenhou um vestido de chiffon extremamente fino, deixando o corpo da modelo à mostra.

Fotos: Reprodução/Vogue Runaway.
Fotos: Reprodução/Vogue Runaway.

Na passarela de Vaccarello, 56 anos depois dos movimentos causados por YSL, a meia-calça ganhou protagonismo nos looks, indo além das pernas em vestidos sem mangas, assim como cinta-liga já acoplada no vestido. Em contraponto à sexualidade, sobretudo de couro oversized com mangas arredondadas também chamaram a atenção dos convidados presentes na apresentação.

Ele apresentou uma silhueta tensa e impecavelmente controlada que se estendia por todo o corpo de um lado para outro, na forma de blusas com gola redonda, saias lápis e vestidos drapeados logo abaixo do joelho, formas que representavam a própria definição de decoro, mesmo que o transparência não era.

Fotos: Reprodução/Vogue Runaway.
Fotos: Reprodução/Vogue Runaway.

Tudo isso veio em uma bela paleta que variava do cinza ao caramelo, ao oliva, ao ocre, ao marrom chocolate, ao vermelhão ao preto. No quesito acessórios, cintos finos, em couro envernizado bordeaux ou elos de corrente dourados, sandálias de verniz com tira no tornozelo ou salto agulha, pulseiras de lucite empilhadas. Também foram vistas fabulosas jaquetas puffer de pelo de marabu que muitas vezes eram penduradas casualmente no braço e encolhidas nos corpos das modelos.

Segundo o estilista, a coleção foi destinada a ser efêmera, fugaz, desaparece quase tão rapidamente quanto é preciso assistir a um fósforo acender e depois a chama se apagar.

01. Chloé

Para sua primeira coleção à frente de Chloé, a designer Chemena Kamali relembrou a década de 1970 da casa parisiense e a mistura de feminilidade e elegância boêmia de seu então designer Karl Lagerfeld.

“Voltar para Chloé me pareceu muito natural, como voltar para casa, e também um novo começo”, disse a alemã de 41 anos, que trabalhou na marca como estagiária e depois sob a égide de Phoebe Philo no início da década de 2000.

Fotos: Reprodução/Vogue Runaway.
Fotos: Reprodução/Vogue Runaway.

Para sua primeira coleção no comando, Kamali brincou com contrastes: feminino e masculino, chiffon e vinil, rosa pó e verde militar, renda branca e botas pretas de cano alto. O desfile começou com um look composto por um vestido mini marfim com babados e mangas alongadas que flutuavam sob um poncho preto curto, usado com sapatilhas de bico quadrado, óculos escuros de aviador e um colar dourado com pingente.

Ficou claro desde o início que o nível de energia aumentou, desde os acenos lúdicos aos arquivos (bolsas com alça de banana, blusas elegantes, cintos com o logotipo Chloé escrito na frente) até os clássicos atualizados como jeans patchwork e vestido transparente com formato de caftan etéreo.

Fotos: Reprodução/Vogue Runaway.
Fotos: Reprodução/Vogue Runaway.

As bainhas de alguns vestidos estavam enfiadas na frente de uma bota de cano alto, que era um truque de estilo chique e fluido que Kamali descobriu recentemente em seus mergulhos profundos nos arquivos da marca. Sua visão traz uma sensação incrivelmente equilibrada de grandes sucessos e roupas do momento, coisas como calças de cintura baixa com franjas na coxa e seda abaulada e pregueada abaixo do joelho. Os agasalhos também ficaram fantásticos, com formatos clássicos como trench coats e capas, mas revigorados por meio de proporções lúdicas.

Os acessórios foram desenhados tendo em mente a forma e a função, nomeadamente na forma como Kamali trouxe de volta os couros vegetais de grão natural que, como ela referiu, “melhoram com o tempo”. Ela também disse que sua intenção era fazer algo “não muito precioso, algo que você pudesse colocar no chão”.

Estes foram apenas alguns dos desfiles que brilharam nos primeiros dias de PFW! Qual deles foi o seu favorito?

Posts Similares

Inscreva-se em nossa Newsletter e Ganhe até 15% off em sua próxima compra no Etiqueta Única

Cadastre-se em nossa newsletter e receba dicas, novidade e promoções em primeira mão do Etiqueta Única, além de um Cupom e desconto de até 15% para suas próximas compras!



Stories

Novidades

Bolsas Gucci que Ainda Valem o Investimento em 2024

Qual o valor da bolsa mais barata da Gucci?

A Gucci é uma das marcas mais conhecidas e famosas no mundo da moda. Ela se tornou referência no ramo por suas por suas peças, principalmente suas bolsas, que possuem modelos inovadores, divertidos e qualidade excepcional. A marca italiana é conhecida atualmente por seu estilo descolado e muito moderno, repleta de peças coloridas, estampadas que…

5 Bolsas Grandes para presentear no Dia das Mães

A bolsa é um acessório indispensável e que está presente no dia a dia de qualquer mulher. Ela surgiu com o simples intuito de ajudar a carregar os itens pessoais necessários de uma maneira mais fácil e prática. Contudo, no decorrer do tempo, foi tão reinventada e incorporada ao mundo fashion que se tornou item…
capa do post sobre dicas de autenticidade de bolsas Prada

4 dicas de autenticidade de bolsas Prada!

A maior dúvida na hora de comprar uma peça de luxo na internet, principalmente em sites second hands, é a sua autenticidade. Atualmente, é normal termos dificuldade em diferenciar as peças de luxo originais, já que as réplicas de grandes marcas infelizmente se tornaram muito comuns. A marca italiana Prada é uma das grifes de…
capa do post sobre best of gucci bags

Gucci irá realizar desfile Cruise em Londres!

A temporada de desfiles de desfiles das coleções Cruise, que são coleções que antecedem as clássicas de verão e, geralmente, acontecem em diferentes localidades ao redor do globo a cada ano que serviram de inspiração para tal coleção, irá começar muito em breve! Conhecida por seus desfiles em localidades diferentes e nada óbvias, a Gucci…

Bottega Veneta: Decifrando o Significado do Nome da Marca Italiana!

No mundo da moda,as grandes grifes muitas vezes carregam consigo o nome de seus fundadores, como um lembrete de sua herança e legado. No entanto, há uma exceção intrigante a essa regra: a Bottega Veneta. Se você já se perguntou sobre o significado por trás desse nome incomum ou sobre a razão pela qual a…
capa do post de bolsa mais barata Louis Vuitton

Quanto custa a bolsa mais barata da Louis Vuitton?

Uma das marcas de luxo mais renomadas e queridas do mundo da moda, a Louis Vuitton possui uma tradição de mais de 160 anos no mercado e é, atualmente, uma das mais valiosas do ramo. Conhecido por todos, o império Louis Vuitton possui peças icônicas que são sucesso de venda e sonho de consumo para…
capa do post sobre bolsas prada para presentear no dia das mães

Dia Das Mães: 4 Bolsas Prada perfeitas para presentear

Uma das marcas italianas mais conhecidas e valiosas no mundo da moda, a Prada foi fundada por Mario e Martino Prada em 1913 em Milão, com o nome de Fratelli Prada (Irmãos Prada em tradução livre). A grife ganhou grande notoriedade por seus artigos de alta qualidade e luxo e já em 1919, a loja em…
capa do post da primeira peça de luxo para investir

A Primeira Peça de Luxo para Investir

Peças de luxo são conhecidas por possuírem um valor bem elevado, principalmente quando falamos de bolsas. Elas são consideradas por muitos um investimento, já que muitos modelos são valorizados a cada ano graças ao aumento de preço anual das principais marcas deste nicho. Com tantos modelos de diferentes marcas disponíveis no mercado, que possuem  designs…
capa do post sobre quanto custa bolsa dior bobby

Quanto custa uma bolsa Dior Bobby? Descubra o preço!

Uma das marcas de luxo mais tradicionais e conhecidas do mundo, a Dior é sinônimo de sofisticação, elegância e atemporalidade. Com mais de 70 anos de história, a maison francesa se tornou referência por suas peças refinadas e com estilo feminino, tendo diversos itens icônicos e que são referência, como a clássica bolsa Lady Dior,…

Conheça a Embaixadora da Miu Miu!

A Miu Miu é uma das marcas mais descoladas e divertidas do mundo da moda, conquistando fashionistas de todas as idades ao redor do mundo com suas criações estilosas e femininas. Desde a sua criação em 1993 por Miuccia Prada, a marca ganhou rapidamente uma legião de fãs fiéis, tornando-se uma das grifes mais importantes…
capa do post sobre peças básicas necessárias de se ter

8 Peças básicas necessárias de se ter!

O mundo moda é feito de tendências que estão sempre indo e vindo como em um ciclo, o que faz com que nosso guarda-roupa sofra mudanças constantes para acompanhar as trends que aparecerem a cada temporada. Porém, existem algumas peças básicas que nunca saem de moda e que são essenciais de se ter no armário….
capa do post de best of louis vuitton black week

4 Novas Bolsas Clássicas Louis Vuitton que toda fashionista deveria ter

Uma das marcas de luxo mais renomadas e queridas do mundo da moda, a Louis Vuitton possui uma tradição de mais de 160 anos no mercado e é, atualmente, uma das mais valiosas do ramo. Conhecido por todos, o império Louis Vuitton possui peças icônicas que são sucesso de venda e sonho de consumo para…